O uso das trilhas sonoras na indústria cinematográfica

O uso das trilhas sonoras na indústria cinematográfica

Hoje em dia, a música fica muito facilmente na narrativa do filme, permanecendo conscientemente despercebida, enquanto ainda estimula nosso subconsciente. Isso ajuda no impacto emocional que esses filmes têm em nossas mentes. Os usos da música nos filmes têm evoluído constantemente desde o início do século XX. Hoje em dia, os artistas costumam ser contratados para fazer música especificamente para filmes.

Neste artigo vamos analisar o progresso do uso da música nos filmes desde o início das duas artes. Também examinaremos alguns dos usos passados ​​e atuais da música nos filmes, além de tentar prever possíveis usos no futuro. Nosso objetivo é fornecer uma compreensão holística da verdadeira essência da música nos filmes.

Como o uso da música evoluiu nos filmes

O uso das trilhas sonoras começou na era do cinema mudo, com artistas como Charlie Chaplin. No início, a música apresentada nesses filmes não foi gravada com o filme. Esses filmes eram geralmente projetados em uma tela grande na frente de uma grande audiência e, como ficar em silêncio o tempo todo seria estranho, a música ao vivo sempre era tocada nessas exibições.

Era responsabilidade dos compositores e instrumentistas garantirem que a música acompanhasse o filme. Com o advento das imagens, a música de cinema voltou a surgir no topo dos elementos da indústria da música. Inovações foram criadas, começando com Max Steiner escrevendo a primeira partitura original para King Kong em 1933.

Isso parecia ter injetado um pouco de coragem em compositores e cineastas, quando começaram a experimentar mais e desenvolver músicas que combinavam com enredos e personagens.

Avançando para a década de 1950, o gênero jazz estava por toda a indústria cinematográfica. Os sons sintetizados surgiram na década de 1980 e tornou-se totalmente possível criar trilhas com apenas um artista, usando o sintetizador para criar os sons de vários instrumentistas.

Com o rápido avanço da tecnologia nos dias de hoje, cineastas e compositores de música têm os recursos necessários para criar trilhas sonoras perfeitas que acentuarão adequadamente suas tramas e personagens.

Usos da música nos filmes

Como já se pode notar, os muitos usos da música na indústria cinematográfica têm mudado continuamente com as novas tecnologias.

Criando uma atmosfera

A música pode ser usada para criar a atmosfera perfeita em uma cena específica, definindo o tom e o humor certos para o momento da trama. Apenas pela maneira como a música entra no filme, é possível discernir adequadamente o nível de drama, gênero, atmosfera ou humor esperado de tal filme ou cena.

Comentando

A música pode ser usada para criar uma impressão ou julgamento sobre uma cena específica.

Nos primeiros dias da música na indústria cinematográfica, a principal essência da música era comentar algumas cenas. E sim, a música pode colocar rótulos nas cenas, no entanto, não deve ser exagerado se o objetivo é deixar o público descobrir o conteúdo sozinho ou manter o suspense. No entanto, quando bem utilizados, os comentários musicais podem ajudar a guiar o público na direção certa e evocar as emoções certas nas cenas certas.

Retratando Emoções

A música pode ser usada para revelar efetivamente as emoções dos personagens. Um rosto com qualquer expressão pode ser interpretado para retratar outra emoção, apenas infundindo a música certa. Essa função também é aplicável ao público, pois a música certa pode fazer com que ele sinta a emoção que o cineasta exige que eles sintam.

Referenciando fatores sociais, geográficos ou culturais

A música pode funcionar bem ao referenciar o legado ou a tradição de um grupo de pessoas. A herança social ou cultural de um grupo de pessoas da vida real ou personagens de filmes pode ser adequadamente comunicada, infundindo a música certa no filme.

As configurações geográficas também podem ser indicadas corretamente com a música certa. Por exemplo, tocar música associada a uma localização geográfica específica pode ser uma maneira fácil de se comunicar onde uma cena específica está ocorrendo, garantindo que não haja confusão entre o público.

Referenciando períodos de tempo específicos

A música pode ser usada com eficácia para revelar o período de tempo em que uma cena ou filme é definido. Tocar música desse período específico ajudará o público a entender facilmente o período durante o qual uma cena ou filme é definido.

Além disso, se houver um flashback durante um filme, a reprodução de uma música a partir do período do flashback o tornará mais compreensível.

Criando Contradições ou Suspense

Esse é um uso muito forte da música na indústria cinematográfica e, quando usado corretamente, pode ajudar a manter o público na direção do filme. A música que soa como o que não é esperado em uma cena específica criará um sentimento de que algo não está certo e alertará os sentidos do público.

A música pode ser particularmente útil na criação de suspense, por exemplo, se um personagem está correndo para um canto, sem saber o que esperar do outro lado, a música pode acelerar, ajudando a criar um clima tenso entre o público.

Conectando cenas

A música certa pode ajudar a juntar as cenas certas.

Se um filme está mudando de uma cena bastante difícil para uma mais suave, a reprodução da música perfeita pode ajudar a suavizar essa transição. Isso ajuda a deixar o público subconscientemente confortável com as diferenças de propriedade um tanto íngremes entre as cenas envolvidas

Qual é o futuro da música na indústria cinematográfica?

Desde o início do século XX, a música faz parte da indústria cinematográfica e certamente crescerá em popularidade nos próximos anos. Já existem novos usos da música nos filmes, como condicionamento fisiológico. Esses usos tendem a aumentar em número, e a perspectiva da música na indústria cinematográfica é muito empolgante.

A música tem um relacionamento muito evolutivo e íntimo com a indústria cinematográfica, portanto, a importância da música na indústria cinematográfica é algo que nunca deve ser subestimado. Quando usada corretamente, a música pode ajudar a guiar o público e evocar as emoções certas de dentro deles. Aprender a usar a música certa nos filmes é uma arte que exige uma revisão constante, é preciso entender o seu público e garantir que você não comprometa o enredo ou a qualidade do filme. É certo que todo cineasta tenha em mente a música sempre que um novo filme estiver sendo criado.

pereiraeli2

pianist and professor
Close Menu
×

Hello!

Click to chat on WhatsApp or send us an email to c[email protected]

× How can I help you?
×

Cart